AEDAS realiza workshop para apresentação de trabalhos executados do projeto Veredas Sol e Lares

No dia 22 de março de 2019, na Sala Uberlândia na sede da CEMIG em Belo Horizonte/MG, foi realizado o I Workshop do Projeto D0632 “Veredas Sol & Lares – uma alternativa para o múltiplo aproveitamento energético em reservatórios de usinas hidrelétricas na região do Semiárido Mineiro” na sede da Cemig em Belo Horizonte/MG. O projeto faz parte do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico CEMIG-ANEEL aprovado em 2018 através do Chamamento Público 02/2017.



O objetivo do evento foi apresentar os resultados do primeiro ano de atividades do projeto e foi organizado pelas entidades executoras do projeto: Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social (AEDAS), Axxiom, Efficientia e PUC-MINAS e teve a participação de representantes da CEMIG e integrantes da equipe de pesquisa do projeto.


O I Workshop iniciou com a apresentação da empresa Efficientia em que Davidson Andrioni Rocha mostrou as especificações técnicas da usina fotovoltáica flutuante (UFVf) a ser implantado sobre o reservatório da PCH Santa Marta no município de Grão Mogol/MG. Em seguida, pela empresa Axxion, o Sr. Geraldo Gusmão explicitou os sistemas de supervisão e controle do sistema a ser desenvolvido para a UFVf.


Os módulos fotovoltaicos apresentam diversas vantagens na geração de energia elétrica tais como flexibilidade e disponibilidade do recurso solar, no entanto, existem algumas barreiras que dificultam a difusão da tecnologia. Este foi o tema da apresentação do Msc. Dênio Alves Cassini da PUC-MINAS em que relatou a pesquisa de doutorado com a orientação da Profa. Dra. Antônia Sônia A. Cardoso Diniz que está avaliando os modos de degradação e o desempenho dos módulos fotovoltaicos.



Na sequência, o Dr. Cláudio Dias Campos também da PUC-MINAS aprofundou o tema de degradação dos módulos fotovoltaicos apresentando o Sistema de Telemetria para estes módulos que tem como propósito geral avaliar o desempenho instantâneo e a degradação dos módulos e detectar operações em módulos de falha. Este sistema também permite correlacionar as influencias de fatores ambientais e de instalação e de possíveis perdas dos módulos. Além da inovação em termos da geração de energia elétrica através de módulos flutuantes fotovoltaicos, o projeto conta com inovação na participação social da comunidade em termos de reflexão e proposição para o desenvolvimento regional dos Vales do Jequitinhonha.


Para apresentar os trabalhos desenvolvidos nesta temática, a Coordenadora da Pesquisa Social da Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social (AEDAS) Dra. Francine Damasceno, relatou as atividades executadas neste primeiro ano, entre as quais ocorreram: formação de equipe de pesquisa; a celebração do Acordo de Cooperação Técnica no PRPPG-0032003 celebrado entre UFVJM e AEDAS; elaboração e execução do projeto de extensão “Formação de Juventudes: diagnósticos participativos, questão energética e desenvolvimento regional’; dois cursos de formação, inicio do diagnóstico de campo; e, participação em eventos científicos.


A partir do Acordo de Cooperação técnico entre UFVJM e AEDAS, através do grupo de ensino, pesquisa e extensão Observatório dos Vales e Semiárido Mineiro foi apresentado pelo prof. Dr. Davidson Afonso de Ramos as três pesquisas de mestrado e duas de iniciação científica, além das atividades de campo do projeto de extensão em execução.

Outra atividade executada no âmbito do projeto através da contratação de serviços de consultoria da Associação de desenvolvimento Agrícola Interestadual (ADAI) é o desenvolvimento de atividades e produtos referentes ao marco regulatório do setor elétrico associado a construção de metodologias de participação social na implementação, operação e manutenção da usina fotovoltaica. O Dr. Emiliano Maldonado apresentou a discussão e os produtos entregues nesta temática.


O Workshop encerrou com a apresentação do membro da equipe de Coordenação do Projeto pela AEDAS, Luís Henrique Shikasho, apresentando os aspectos legais e ambientais da implantação da usina e também o processo licitatório da contratação e execução da implantação da UFVf, tendo o mês de março/2019 a previsão de início da implantação e entrada em operação em março de 2020.



AEDAS - Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social

© 2017 -  Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social

Rua Frei Caneca, 139, Bonfim - Belo Horizonte / MG - CEP: 31.210-530