ASSESSORIA TÉCNICA INDEPENDENTE AOS ATINGIDOS (AS) PELO DESASTRE DA VALE EM BRUMADINHO

ASSESSORIA TÉCNICA INDEPENDENTE AOS ATINGIDOS (AS) PELO DESASTRE DA VALE EM BRUMADINHO – REGIÃO 01, MUNICÍPIO DE BRUMADINHO

Foto: Raquel Freitas/G1 Minas

1. A Assessoria foi aprovada no dia 05/03/2020 e o que aconteceu depois?


- O Juiz autorizou um recurso e tempo menor do que o previsto para todo o Plano de Trabalho, por isso a AEDAS precisou reorganizar o Plano de Trabalho e entregar novamente, o que foi feito em 26.03.2020;

- O recurso autorizado não foi liberado logo após a audiência, mas a AEDAS passou a iniciar trabalhos para a implantação da Assessoria no município de Brumadinho. Trabalhos de organização documental e preparatório para seleção de profissionais;

- Com a Pandemia do Coronavírus, a AEDAS adotou o trabalho remoto para segurança dos Atingidos (as) e dos e das profissionais que trabalham nos projetos, isso significou uma reorganização do trabalho;

- Importante ressaltar que, no caso da Assessoria aos Atingidos (as) de Brumadinho, o trabalho não parou pois este se concentrou na Reorganização do Plano de Trabalho e na realização de organização da implantação da assessoria;

- Ressaltamos que NÃO foi recebido ainda o recurso.


2. E quando o recurso será recebido?


- A previsão conforme o MPMG é sexta-feira, dia 03 de abril de 2020.


3. E o que será feito após o recurso ser recebido?


- Os primeiros dois meses da Assessoria estão previstos para organizar a estrutura (escritórios, material, etc.) e montar a equipe (o que leva um tempo, pois precisamos abrir Edital, fazer a seleção, depois contratar e fazer a formação da equipe para que eles entendam a realidade e necessidades dos Atingidos(as)).

- Nesses dois meses, também estaremos em diálogo com os Atingidos (as) para organização dos Grupos de Base e mapeamento de Atingidos (as) com necessidade e interesse de participação e acompanhamento pela Assessoria. Também serão realizadas reuniões de apresentação da equipe.

- Nos quatro meses seguintes (fechando o primeiro semestre de trabalho) teremos:

A) Visitas familiares para organização de um banco de dados de registro e acompanhamento das famílias atingidas mapeadas.

B) Levantamento e acompanhamento de medidas EMERGENCIAIS. Isso significa que vamos focar em discutir e levantar os danos e demandas emergenciais dos Atingidos (as), como Saúde, Meio Ambiente saudável, Renda, e outros que os atingidos (as) apontem como urgentes.

C) Compreensão dos estudos necessários para aprofundar a identificação e caracterização dos danos sofridos pelos Atingidos (as).

- Apresentamos as linhas gerais, para realizar o que apontamos acima, muitas tarefas serão necessárias e já estão sendo realizadas as possíveis.


4. O que poderá ser feito nesses tempos de Coronavírus?


- As atividades de início que demandam conversas com os Atingidos (as) para organização da Assessoria estão sendo repensadas para o formato de comunicação por telefone e videoconferência, mas com a compreensão dos limites desses meios de comunicação.


5. Diálogos e respostas


- Pedimos compreensão se nesse momento nossas respostas demorarem, ainda não temos profissionais voltados apenas para a tarefa do diálogo com os Atingidos (as);

- O tempo de resposta pode demorar um pouco, mas estamos trabalhando continuamente para a Assessoria iniciar o quanto antes e da melhor forma possível.

- Então, enviem as dúvidas, tentaremos respondê-las de forma conjunta.


Agradecemos a compreensão e mais que isso confiamos que estamos iniciando um trabalho conjunto no qual Atingidos (as) e Assessoria contribuem para a realização da reparação


AEDAS - Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social

© 2017 -  Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social

Rua Frei Caneca, 139, Bonfim - Belo Horizonte / MG - CEP: 31.210-530