Informe Público: denúncia de pessoas se identificando falsamente como Aedas no Paraopeba

Atualizado: Jun 25



A Aedas - Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social - informa a todos os atingidos, atingidas e demais interessados, que não está realizando qualquer tipo de trabalho presencial na Bacia do Rio Paraopeba, e que não há qualquer profissional da entidade trabalhando em campo ou agendando visitas pessoais nas comunidades atingidas.

Recebemos denúncias de famílias atingidas sobre a presença, contato e a solicitação de documentos e informações por pessoas que afirmam ser funcionárias da Aedas. Informamos expressamente que estas pessoas não são funcionárias da Aedas e não foram autorizadas, por qualquer um de nossos colaboradores, a entrar em contato, agendar, realizar visitas, solicitar documentos ou realizar qualquer tipo de atividade em nome da instituição.

Tal atitude, se confirmada, configura crime de falsa identidade, previsto no artigo 307 do Código Penal e pode gerar punições de caráter econômicas e penais.

Caso haja algum contato presencial, ou visita de pessoa que afirme ser funcionária da Aedas, orientamos que não seja autorizada a entrada de tais pessoas, nem seja fornecido qualquer documento ou informação. Esse tipo de contato pode, inclusive, se tratar de tentativa de golpe, furto ou uso indevido de dados pessoais e pode gerar ainda mais danos às famílias atingidas pelo desastre sociotecnológico na Bacia do Paraopeba.

O trabalho de Assessoria Técnica da Aedas para a realização do diagnóstico de danos segue em funcionamento com o máximo de agilidade possível, para garantir o direito das comunidades e atender ao prazo estabelecido pelo juiz responsável. Sabemos da importância desse trabalho e empregamos pleno esforço para que o processo não seja prejudicado pela crise sanitária que vive o país.

Assim, elaboramos métodos adequados para seguir com o registro familiar de modo seguro e confiável. Serão repassadas as informações necessárias aos atingidos e será disponibilizado, em nosso portal virtual, fotos de todos os funcionários em contato com os atingidos, para que seja garantida a tranquilidade no momento de comunicação e troca de dados.

Conforme já anunciado, a Aedas adaptou seu modo de trabalho para executar suas tarefas e garantir os direitos dos atingidos por meios totalmente eletrônicos - sem qualquer contato físico. Essa mudança foi adotada em respeito às normas relativas à pandemia do Coronavírus, principalmente a Deliberação do Comitê Extraordinário COVID-19 de Minas Gerais, de 22 de março de 2020, que suspendeu serviços e atividades presenciais.

Sobretudo, a decisão de adaptar a Assessoria Técnica ao trabalho não presencial visa garantir a saúde dos atingidos e atingidas do Paraopeba, considerando que a presença de pessoas nas comunidades pode agravar a propagação do vírus e causar ainda mais danos às populações. Assim, trata-se de respeitar as recomendações médicas da Organização Mundial da Saúde e outras autoridades sanitárias, que consideram o isolamento físico o melhor modo de combate a esta pandemia.

Por fim, lembramos que todos os meios de comunicação já indicados aos atingidos estão disponíveis para qualquer dúvida, sugestão ou pedido das famílias interessadas. Ainda, disponibilizamos nosso contato aos atingidos no WhatsApp: (031) 98382-5151 ou pelo email paraopebademandasijsr1r2@gmail.com.

Reiteramos nosso compromisso com a Assessoria Técnica e com as famílias atingidas, para estarmos sempre próximos, ainda que de modo virtual, e garantirmos, juntos, uma reparação integral aos danos sofridos e o respeito à saúde de todas as comunidades da região do Paraopeba.

No intuito de reforçar a mensagem acima circulamos nos grupos de WhatsApp dos atingidos e atingidas o seguinte texto em linguagem apropriada para esse meio de comunicação:


“‼️ATENÇÃO‼️

A Aedas vem informar que não está realizando qualquer atendimento, ou busca de documentações de atingidos/das nas comunidades. Durante o período da quarentena todos os nossos trabalhos estão sendo realizados virtualmente.


📞O contato atualmente deve ser feito pelos canais oficiais: *e-mails💾 e WhatasApp 📱e com as pessoas que os atingidos já conhecem que são da Aedas.


📁Lançaremos um catálogo com os profissionais da Aedas para que os atingidos tenham certeza que estão dialogando com profissionais da ATI e somente enviem documentos para os que estiverem no catálogo;


‼️Caso você seja abordado/a por alguém que se apresente como funcionário da Aedas, entre em contato com a assessoria, pois essa informação não é verdadeira.‼️"

AEDAS - Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social

© 2017 -  Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social

Rua Frei Caneca, 139, Bonfim - Belo Horizonte / MG - CEP: 31.210-530