Live organizada por pessoas atingidas, PUC e ATIS será realizada no dia 10

Atualizado: 10 de Dez de 2020






No Dia Internacional dos Direitos Humanos, celebrado anualmente em 10 de dezembro, a população atingida, em conjunto com as Assessorias Técnicas Independentes (ATIs) e a Comissão Metodológica e Finalística-CMF da Pontifícia Universidade (PUC Minas), vão promover a live: "Nós falamos, quem escuta? Direitos Humanos e as vítimas da mineração". A atividade acontece das 19h às 21h, no canal da Extensão PUC Minas no Youtube.


Pessoas atingidas pelo rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, das cinco regiões da Bacia do Paraopeba, fazem parte da comissão organizadora do evento. A live terá a participação do professor Matheus de Mendonça Gonçalves Leite e contará com depoimento de uma pessoa atingida de cada região. Os indicados são Fernanda Perdigão (R1), Joelisia Feitosa (R2), Patricia Passarela (R3), Tatiana Meneses (R4) e Eliana Marques Barros (R4 e R5). A Associação dos Familiares de Vítimas e Atingidos da Tragédia do Rompimento da Barragem Mina Córrego Feijão Brumadinho (Avabrum) também vai trazer contribuições ao debate.


Qual o papel da PUC no processo de reparação?


A PUC Minas assinou um convênio em junho com as Instituições de Justiça (Ministério Público e Defensoria Pública) para atuar como Coordenação Metodológica Finalística (CMF) no Projeto Paraopeba. Pesquisadores e pesquisadoras alinham as metodologias desenvolvidas pelas três Assessorias Técnicas Independentes (ATIs).


"Somos uma equipe de pessoas com formações específicas para acompanhar o trabalho realizado pelas ATIs juntos aos atingidos e atingidas. O que aconteceu em Brumadinho afetou as diversas esferas da vida e isso significa que a coordenação metodológica pode intervir com conhecimento técnico para dar apoio ao trabalho que as ATIs já realizam”, explica Fernanda Simplício, pesquisadora da PUC.


A Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social (Aedas) atua na R1 e R2, Núcleo de Assessoria às Comunidades Atingidas por Barragens (Nacab) na R3 e o Instituto Guaicuy na R4 e R5.






© 2017 -  Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social

Rua Frei Caneca, 139, Bonfim - Belo Horizonte / MG - CEP: 31.210-530