“Projeto Saúde Brumadinho”: orientações quanto aos resultados dos exames que estão sendo liberados

Atualizado: há 6 dias


A Fundação Oswaldo Cruz em Minas Gerais (Fiocruz Minas) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) estão coordenando o projeto intitulado “Projeto Saúde Brumadinho”, que é financiada pelo Ministério da Saúde e busca avaliar as condições de saúde das pessoas que vivem no município de Brumadinho e que sofrem os impactos em decorrência do rompimento da barragem de rejeitos de mineração da Vale.


As equipes de entrevistadores e a de campo do laboratório já iniciaram as entrevistas e as coletas nos territórios do município. Algumas pessoas já começaram a receber e acessar alguns resultados dos exames. Isso inclusive gerou algumas dúvidas e preocupações na população.


Devido a estas dúvidas e preocupações que começaram a surgir após os resultados de alguns exames, lideranças das comunidades do Parque da Cachoeira, Parque do Lago e Alberto Flores realizaram reunião com a coordenação do Projeto Saúde Brumadinho, com a Secretaria Municipal de Saúde de Brumadinho e nós da Aedas, como Assessoria Técnica Independente, também participamos desta reunião. Nela foram apresentadas algumas respostas e algumas informações pela coordenação do Projeto e pela Secretaria Municipal de Saúde, como:


1. A primeira orientação é que cada pessoa que porventura tenha os resultados dos exames acima dos valores de referência, deve procurar a Unidade de Saúde de Família que a atende ou um profissional de saúde de referência para avaliação clínica de forma individual.


2. Importante reforçar que somente os resultados destes primeiros exames não são suficientes para fechar um diagnóstico. Por isso, é necessário um acompanhamento de cada caso, por profissionais de saúde qualificados, com outros exames.


3. A representante da Secretaria Municipal de Saúde presente na reunião informou que estão previstas capacitações para as/os profissionais de saúde do município, para que possam atender da melhor a população acerca dos exames que estão sendo realizados pelo estudo.


A Aedas entende que o estudo realizado pela FIOCRUZ e UFRJ é de grande importância para o processo de reparação integral das pessoas atingidas, considerando o levantamento de dados, a partir de métodos científicos, que servirão de subsídios para os instrumentos de reparação, a exemplo da Matriz de Danos em construção pela população junto com a ATI.

No site www.minas.fiocruz.br/saudebrumadinho/ é possível acompanhar as informações e orientações atualizadas acerca do estudo.



  • WhatsApp Aedas
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram