Projetos da AEDAS são aprovados no Vale do Aço

A AEDAS realizou mais uma rodada de apresentação do projeto de assessoria técnica aos atingidos e atingidas da Barragem de Fundão, propriedade da Samarco (Vale\BHP Billiton). Depois de reunir em Aimorés, Itueta, Resplendor e Conselheiro Pena na semana passada, entre os dias 4 e 7 de fevereiro, a AEDAS dedicou seu trabalho ao Território do Vale do Aço realizando seis reuniões que reuniu cerca de 500 atingidos e atingidas.



O projeto da AEDAS para este território vai atender comunidades atingidas nos municípios de Ipatinga, Caratinga, Ipaba, Belo Oriente, Naque, Periquito, Bugre, Iapu, Santana do Paraíso, Fernandes Tourinho e Sobrália.


Na segunda-feira, 4 de fevereiro, às 18h, a reunião foi em Naque. Na terça-feira (5), às 14h, a AEDAS se reuniu em Pedra Corrida, distrito de Periquito, com atingidos desta comunidade e também de Plautino Soares (Sobrália) e Senhora da Penha (Fernandes Tourinho). No mesmo dia, às 19h, a equipe se reuniu em Periquito.


Na quarta-feira (6), às 16h, os atingidos receberam a AEDAS em Ipaba do Paraíso, distrito de Santana do Paraíso, onde também participaram famílias de Ipaba. Quinta-feira (7) os encontros foram às 14h, no Assentamento Liberdade, em Periquito, e às 19h em Perpétuo Socorro, também conhecido por Cachoeira Escura, distrito de Belo Oriente, onde também participaram atingidos da comunidade de São Lourenço (Bugre).


Todas as Comissões Locais aprovaram os projetos da AEDAS. Estas reuniões fazem parte de mais uma fase do edital do Fundo Brasil de Direitos Humanos - FBDH para efetivar a Assessoria Técnica. Os próximos passos serão finalizar os projetos acolhendo as críticas e sugestões dos atingidos, entregar o texto e aguardar a liberação dos recursos após o processo de negociação entre o Ministério Público e as mineradoras.



AEDAS - Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social

© 2017 -  Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social

Rua Frei Caneca, 139, Bonfim - Belo Horizonte / MG - CEP: 31.210-530