Roda de Diálogo: Aedas apresenta proposta das pessoas atingidas para novos critérios do emergencial

A Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social (Aedas) realizou na noite de quinta-feira (9) a primeira Roda de Diálogo com pessoas atingidas da Região 01 e da Região 02. Em função da pandemia da covid-19, a atividade aconteceu em formato de live no Youtube e no Facebook e teve como principal tema a apresentação de uma proposta de novos critérios para o pagamento emergencial mensal.


Essa proposta foi construída ao longo do mês de agosto, nos Grupos de Atingidos e Atingidas (GAAs), e reúne 38 critérios, sugeridos pelas pessoas atingidas, para prorrogação do pagamento emergencial. Estes critérios abrangem diferentes realidades de comunidades de Brumadinho, Betim, Igarapé, Juatuba, Mário Campos e São Joaquim, municípios atendidos pela Assessoria Técnica Independente (ATI) da Aedas.


Baseado apenas no critério territorial, o atual pagamento emergencial se encerra em outubro de 2020. O objetivo da concessão deste auxílio é garantir condições básicas para que a pessoas atingidas pelo rompimento da barragem da Vale se mantenham em condições dignas para participar de todo o processo de reparação integral. A Aedas produziu uma cartilha que reúne todas as informações sobre o auxílio emergencial e pode ser acessada neste link.


A tarefa da Aedas consistiu na criação de um amplo processo de escuta e também na elaboração de uma síntese das propostas de novos critérios indicados pelas pessoas atingidas. Um documento com a fundamentação técnica será apresentado às Instituições de Justiça (Defensoria Pública e Ministério Público) nesta sexta-feira (11) em um seminário. São essas instituições que vão propor os novos critérios para a mineradora Vale e para o juiz.




AEDAS - Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social

© 2017 -  Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social

Rua Frei Caneca, 139, Bonfim - Belo Horizonte / MG - CEP: 31.210-530