FOTO ORIGINAL:
MAXWELL VILELA
 

A Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social foi criada no ano 2000 pelos moradores da comunidade de Casa Nova no município de Guaraciaba (rio Piranga, afluente do rio Doce), ameaçados pelo Projeto Hidrelétrico de Pilar, tendo como principal objetivo defender os direitos da comunidade local frente aos interesses econômicos da empresa responsável pela execução do projeto. A obra previa a construção de uma pequena central hidrelétrica (PCH), porém, ao contrário do que o nome indica, os danos sociais e ambientais à comunidade ribeirinha seriam imensos, uma vez que milhares de famílias teriam suas terras alagadas, memória destruída, atividade econômica inviabilizada e seu rio Piranga e matas devastados. Nesta a ocasião, as famílias atingidas saíram vitoriosas, uma vez que o projeto da PCH foi suspenso.

Ciente da existência em Minas Gerais de mais de 400 projetos de barragens e uma vasta população de famílias atingidas, a AEDAS passa a partir de 2008 a ter um caráter estadual, articulando e organizando comunidades ameaçadas e atingidas por barragens de todo o estado, e neste mesmo ano a Associação desloca sua sede para a capital do estado. Este passo só foi possível devido ao crescimento da articulação de comunidades atingidas em Minas Gerais.

Desde a criação o objetivo principal da AEDAS é de interceder nas comunidades atingidas por barragens no intuito de defender os direitos das famílias atingidas e garantir um plano de negociação coletiva, no caso da aprovação dos empreendimentos e inicio de danos, visando a reparação justa, nos temas da habitação, fundiários, meio ambiente, saneamento, transporte e estradas, educação, saúde, produção agrícola, comercialização, agroindústria, entre outros.

Nos últimos dez anos a AEDAS sente a necessidade de promover atividades para além das que giram entorno da barragem, ou seja, auxiliar as comunidades ameaçadas e atingidas no desenvolvimento rural sustentável. Neste sentido a entidade vem trabalhando com diversos projetos de Assistência Técnica e Extensão Rural, utilizando os princípios e práticas da Agroecologia para alcançar relações harmônicas entre as pessoas da comunidade, que respeitem o meio ambiente e melhorem a renda e bem estar das famílias.

 

Atualmente a AEDAS auxilia mais de 300 mil famílias atingidas e ameaçadas por barragens em Minas Gerais, atendendo agricultores, povos indígenas, ribeirinhos, pescadores, garimpeiros, remanescentes de quilombos e populações urbanas.

Diante do trabalho exitoso da AEDAS no estado de Minas Gerais, este ano a entidade foi condecorada com o título de “Utilidade Pública de Minas Gerais” pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

N

O

S

S

A

H

I

S

T

Ó

R

I

A

 
FOTO ORIGINAL:
MAXWELL VILELA

Defender a vida!

Construir desenvolvimento e sustentabilidade com participação e protagonismo das comunidades. Proporcionar capacitação, organização e autonomia. Constituindo redes de solidariedade e trabalho coletivo que sejam capazes de transformar a casa, a comunidade e o mundo.

M

I

S

S

Ã

O

FOTO ORIGINAL:
MAXWELL VILELA
 

D

A

D

O

S

 

G

E

R

A

I

S

NOME - Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social - AEDAS

 

TIPO DE ORGANIZAÇÃO - Associação civil de caráter representativo, sem fins lucrativos.

CNPJ - 03.597.850/0001-07

 

ENDEREÇO - Rua Frei Caneca, n. 139, Bonfim - Belo Horizonte/MG

CEP - 31210-530

PRESIDENTA ATUAL - Livia Morena Brantes Bezerra

CORREIO ELETRÔNICO -  aedas.assessoria@gmail.com

FOTO ORIGINAL:
MAXWELL VILELA
AEDAS - Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social

© 2017 -  Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social

Rua Frei Caneca, 139, Bonfim - Belo Horizonte / MG - CEP: 31.210-530